- Books

O Fio das Missangas #2020

O Fio das Missangas Uma vez mais Mia Couto regressa ao conto g nero liter rio que parece ser o da sua maior realiza o Est rias breves mas contendo cada uma delas as infinitas vidas que se condensam em cada ser humano

  • Title: O Fio das Missangas
  • Author: Mia Couto
  • ISBN: -
  • Page: 158
  • Format: Paperback
  • O Fio das Missangas By Mia Couto, Uma vez mais Mia Couto regressa ao conto, g nero liter rio que parece ser o da sua maior realiza o Est rias breves mas contendo, cada uma delas, as infinitas vidas que se condensam em cada ser humano Uma vez mais, a linguagem trabalhada como se fosse delicada filigrana, confirmando o que o autor disse de si mesmo conto est rias por via da poesia S o vinte e nove cUma vez mais Mia Couto regressa ao conto, g nero liter rio que parece ser o da sua maior realiza o Est rias breves mas contendo, cada uma delas, as infinitas vidas que se condensam em cada ser humano Uma vez mais, a linguagem trabalhada como se fosse delicada filigrana, confirmando o que o autor disse de si mesmo conto est rias por via da poesia S o vinte e nove contos unidos como missangas em redor de um fio, que a escrita encantada de um consagrado fabricador de ilus es.

    • [↠ O Fio das Missangas || í PDF Download by ✓ Mia Couto]
      158 Mia Couto
    • thumbnail Title: [↠ O Fio das Missangas || í PDF Download by ✓ Mia Couto]
      Posted by:Mia Couto
      Published :2019-08-08T17:54:42+00:00

    1 thought on “O Fio das Missangas

    1. Ler Mia Couto viver em ger ndio e ter substantivos em movimentos Fio de Missangas, fio de hist rias de gente tra da pelas agruras da vida e reinventando uma felicidade imposs vel Reli este livro porque sabia que tinha que relembrar algumas coisas a Vida t o cheia de luz, que olhar demasiado e ver pouco

    2. A missanga, todas a v em.Ningu m nota o fio que, em colar vistoso, vai compondo as missangas.Tamb m assim a voz do poeta um fio de sil ncio costurando o tempo.

    3. A minha m e trouxe de Mo ambique missangas pretas, vermelhas e brancas com as quais fez tr s enormes colares, que davam v rias voltas Quando eu era mi da, gostava de brincar com eles, e por vezes ela tirava algumas missangas para eu transformar em novos colares, enfiar as missangas no fio de pesca, combinar as cores, fazer padr es e eu divertia me assim, fazendo e desfazendo, combinando cores e formas.Muitas analogias podem ser feitas a partir desta ideia Cada conta um conto, uma hist ria pequen [...]

    4. Gostei mais de alguns contos do que de outros, mas em geral parece me um livro que vale a pena ser lido Foi uma leitura que me deu bastante prazer o autor tem, de facto, uma escrita muito po tica, muito cativante e muito agrad vel de se ler Fiquei com vontade de ler muito mais coisas de Mia Couto

    5. O que dizer de Mia Couto Adoro as suas tem ticas, a sua escrita fresca e inventada, cheia de palavras gr vidas de si mesmas, e a sua maneira po tica de nos contar hist rias de um povo sofrido N o posso deixar de referir a sua subtil ironia.Cada conto, sua maneira, transporta nos para um mundo de dor das suas personagens, cuja alma est envolta em poesia Cada conto uma missanga que por sua vez se vai ligar a um a outro a, formando um colar Um colar que cada um de n s pode usar ao pesco o sem pesar [...]

    6. Non o recomendar a a nda que un aqu atopa o estilo de Mia Couto, a s a maneira de narrar e os seus temas, a maior a destes contos non chegan altura dos de Terra son mbula ou Contos do nascer da terra Ao principio provocoume incluso rechazo, cunha prosa s veces empalagosa, chea de trampas a modo de gui os algo falsos Molestoume certo simplismo dos personaxes, definidos por un s calificativo, que condicionada toda a trama Pero cara ao final do libro aparecen contos que me gustan m is e incluso me [...]

    7. Foi o primeiro livro de Mia couto que li na totalidade Rendo me o que cria, atrav s das palavras, arte Irrevocavelmente Numa constante brincadeira e experimenta o, constr i hist rias ricas em textura e em mundos quase paralelos Atrav s dos seus contos, d nos a viver outra cultura, outras pessoas e outras realidades S tenho pena que tenha predilec o para deixar muitos dos seus finais em suspenso, pois adoraria conhecer outros que n o aqueles que me ponho a imaginar

    8. Este livro tamb m se poderia chamar pequenas p rolas Pequen ssimos contos para ler com prazer e deixar se levar Excelente para breves leituras, por exemplo entre paragens de metro, pois n o exige grande esfor o de concentra o Aqui como em nenhum outro dos livros que li do autor a magia das palavras e a poesia na prosa uma constante Gostei

    9. Agradou me muito e, principalmente, deixou me com vontade de ler mais do autor.Os contos s o muito interessantes, profundos, com uma escrita que t o bem granjeou ao autor a fama e os pr mios para que foi nomeado e recebeu.Um simples conto um grande mundo Imagino o que n o ser outro tipo de escrita.Figuras de estilo e voc bulos muito pr prios, muito ricos.A profundidade e a riqueza psicol gica s o uma constante e, muito interessante, retratando e mergulhando tanto no g nero feminino como no mascu [...]

    10. S o 29 os contos que Mia Couto nos apresenta, bem juntinhos e seguidos como missangas no fio Contos curtos, cada um com seu prop sito Sentimentos e situa es variadas atravessam tamb m cada um O drama da viol ncia dom stica em Os olhos dos mortos , a dor da perda em Inunda es , a resigna o da partida de algu m querido em O cesto , as quest es raciais em O novo padre , a quebra do preconceito que homem n o chora em Os machos lacrimosos , os mist rios da morte em Entrada no C u e O rio das Quatro L [...]

    11. A minha expectativa era t o somente um bom livro de contos Mas apesar de ser muito bem escrito Mia Couto muito comparado com Guimar es Rosa poucos contos me agradaram de verdade e houve apenas um de que gostei muito O Rio das Quatro Luzes.A tem tica geral boa O Fio das Missangas fala sobre as doentios ou o absurdo que pode advir da rotina as hist rias s o marcadas por loucura e ou morte, geralmente provocadas pela solid o, pelo abandono, pela trai o ou pela falta de sentido na vida No entanto, a [...]

    12. A book of short stories by Mia Couto, a very well know Mozambican writer, shortlisted for 2015 Man Booker International Prize.I love his writing style, full of delicious expressions that transports me to Mozambique immediately I have already read Terra Son mbula which I liked very much, but these short stories are also very interesting All are connected in some way, sad but with glimpses of hope, intertwined in the beautiful metaphor of a string of beads.

    13. Estou encantada com a escrita de Mia Couto o primeiro livro dele que leio Encantada com a delicadeza e poesia de sua escrita, com as deliciosas figuras de linguagem criadas por ele, com a complexidade do perfil psicol gico de cada personagem N o consegui deixar de pensar, ao longo de todo o livro, o quanto quase todo personagem descrito por ele me soa pass vel de real exist ncia Senti me completamente levada pela hist ria de cada um Recomendo a todos.

    14. Maravilhosamente humano e, talvez justamente por isso, em grande parte, de partir o cora o Mas h momentos lindos, de fazer sorrir porque sim Destaque para O Adiado Av e O Rio das Quatro Luzes.

    15. H aquela maneira de dizer as coisas que s os africanos conhecem e conseguem Cada conto uma dan a de palavras e personagens nicas e desenlaces muitas vezes inesperados em hist rias t o pequenas mas t o encantadoras

    16. Obra fascinante O autor consegue simplesmente retratar toda a viv ncia social numa simples escrita emaranhada com o seu toque pessoal e com a naturalidade t o subtil Forte e marcante Estar doente a minha nica maneira de provar que estou vivo.

    17. Este livro, fez com que eu me apaixona se, pela escrita sem pudor de Mia Couto.Cada, conto tem uma moral, mas mais do que isso, patente em cada hist ria a ironia, a s tira e uma frontalidade arrebatadora Fiquei, f de Mia Couto

    18. Yo s que si no nos gusta el libro podr amos omitir nuestro comentario, pero justamente por ser un libro de cuentos de Mia Couto, me llama la atenci n de que no me gusta para nada este libro, me parece muy pobre, tal vez un par de cuentos se salven

    19. H um rio que atravessa a casa Esse rio, dizem, o tempo E as lembran as s o peixes nadando ao inv s da corrente.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *